quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Alma despedaçada

Fúnebres saudações!
Como hoje é o dia dos defuntos,vou deixar uns poemas do qual eu me identifiquei muito e que foram copiados das páginas do qual legendei as imagens com o link.

Meu coração queimava
os restos de minha alma despedaçada;
ventos estranhos vindos do tempo
apagaram tais chamas
soprando pra fora tudo o que era meu

Deixe-me ir, deste mundo
Veja minha dor;
Sacrifico-me suportando a viver
Mal ouço as batidas de meu coração;
A inquietude da minha solidão.

Oh morte...
...finalmente tornaste meu espírito livre
e toda a agonia foi perdida para sempre.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .