quinta-feira, 1 de novembro de 2012

A luz dos candelabros

A luz dos candelabros,
O espelho do olhar,
Poderosos espelhos refletem o nobre orgulho que sangra,
Escuridão sepulcrária perturba a mente.

...A luz dos candelabros,
o brilho da alma...
Como eu poderia permanecer sincera?
Refugiando esses sentimentos...

Infeliz é aquele que sofre
Por não haver conforto na morte.
Doce agonia de minha existência.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .