terça-feira, 8 de junho de 2010

No paraíso de veneno

Numa vida sombria,ela idealizava o seu mundo onde reinava a plenitude.
Bastava cair uma gota de tentação para a sua vida passar a ser apimentada.
O amor não era um sentimento doce e certo como esperava:era um feitiço misterioso lançado pelos deuses.
Certo dia,bastou beber um gole do néctar mágico para perceber que os desejos não eram ordens e para o amor deixar de ser um mistério e se transformar num verdadeiro paraíso de veneno.
A partir daí a sua vida mudou e descobriu que vivia num mundo fatal onde tudo era possível.


"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .