segunda-feira, 16 de março de 2009

Maldita seja eu que nasci!

É assim...a vida nem sempre é como nós queremos...viemos para viver e depois temos que levar com "chicotadas" e quanto mais tentamos fugir, mais apanhamos com o nosso medo e somos obrigados a enfrentar as adversidades.
Eu aqui tenho que me adaptar às circunstâncias da noite para o dia,sem mais nem menos e o pior é que a minha memória não anda a 200 km/h!!!
Este ano é muito constrangedor aprender em sistema de regime anárquico da turma...já temos problemas que cheguem e ainda assim nas condições em que estamos continua a haver os que fazem tempestades no copo de água.
Eu confesso e digo com toda a certeza que se eu estivesse num colégio interno eu teria notas de rebentar a escala;sempre bati neste assunto desde o 8ºano e nunca falho.
O ensino na escola pública tem vindo a degradar-se e das privadas nem uma queixa se ouve.Porque será? Este sistema livre nas salas de aulas só dá problemas e depois tem consequências e pode ser "destruidor" se os stôres não intervêem rapidamente.
Um colégio é o quê?É estudar,comer e dormir (já para não falar em partilhar o quarto) naquele estabelecimento e não fogem daí sem autorização.Assim é que é educação a forte e feio!!!
Este ano "caiu a máscara" a toda a gente que veio comigo de há dois anos até este!!!É o palco da vida real...a vida é injusta,há sempre alguém que nos aborrece e nos desanima por uma merda qualquer e depois temos que levar nas trombas;o justo paga sempre pelo pecador...é assim...o tempo voa num instante,os anos passam,a idade avança e a vida é irreversível e por vezes compensa os nossos pequenos erros.Erros caramba,erros,toda a gente erra ou cai uma vez ou outra na tentação!!! Mas por mim tudo se compensa menos o crime,que já é outra coisa.
É assim...a vontade divina é que reina o mundo,nada aparece de graça,temos que fazer sacrifício e ter paciência de santo se queremos ter bons frutos:ao resto estamos de olhos vendados.
Raios partam esta droga de vida que só leva a assuntos sem saída.

Sobrevivendo no mundo dos mortais

Boa noite a todos os cibernautas!
Hoje venho postar uma mensagem nova.
Ainda ninguém me conseguiu aturar nem eu tenho paciência para ninguém,pois eu preciso mesmo da minha liberdade.Eu não sou compatível com ninguém nem ninguém é compatível comigo porque sou dura de roer,sou muito brutal que nunca vou mudar,digo logo tudo na cara e se for preciso dou bofetadas.
Há doi tipos de pessoas: os "assistentes" e os que "fazem o espectáculo".
Houve alturas da minha vida que fiz de "palhaça",outras fui rejeitada, depois vingadora e hoje sou vítima de pessoas virtuais.
Também estou em "palco" actualmente mas ao mesmo tempo observo o que se passa.
É bom saber que existo a cada dia que passa e que tive momentos únicos na vida.
Isto por o que estou a passar não tem razão de acontecer.Eu não venho á net pedir nada,apenas respeito; mas cada um tem o que merece!É impossível haver amor se não haver tolerância,se não haver disposição para aceitar o próximo. O problema é que os gajos em vez de se assumirem ficam pedindo mails e nºs de móvel para estarem presentes à distância!!! (autênticos cérebros de cães!!!).
Eu prefiro mil vezes os filmes de monstros e companhia,onde se personifica o tamanho da crueldade humana e as nossas emoções.
Eu não tenho tempo para choradeiras nem para aturar uma merda qualquer que faz figuras deprimentes; eu vou continuar a batalhar mesmo que ninguém me ligue porque ainda estou viva.
E é assim que se (sobre)vive no mundo dos vencedores e vencidos,dos corajosos e falhados e dos populares e fracassados.
"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .