quinta-feira, 1 de setembro de 2016

Revoluções bizarras

Resultado de imagem para vintage women
Saudações!
O tópico desta crónica,trata-se apenas da continuação da corrente polémica feminista.
Como foi abordado em algumas mensagens inclusive aqui,é chato martelar constantemente o mesmo assunto mas desta vez é um mero aprofundamento.
Há algum tempo,circulou uma notícia de o facto de um menino de três anos estar a usar tutus.
Antes de mais,a atitude do estranho foi uma grande falta de respeito.Embora tivesse razão ele não tinha de confrontar a mãe por causa da saia e muito menos tirar uma foto do menino e divulgar na internet,com o intuito de corrigir a depravação de gentinha daquela estirpe onde entretanto já ficaram com o ego insuflado.
Lamentavelmente,esta é a primeira de muitas notícias que hão-de surgir acerca da definição da identidade de género.
Passando ao desenvolvimento,não é novidade nenhuma gente vazia da cabeça a se reproduzir.Ela convinha ter explicado e orientado a criança no melhor sentido porque quando for adulto ele não vai saber distinguir a indumentária e acessórios próprios do s.masculino e feminino,esta permissão vai torná-lo num adulto frustrado ou talvez um gay...ela está a criá-lo para ser um maricas,pois nessa idade não se tem autonomia para tomar decisões e aí já se pode chamar mesmo de escândalo!
O movimento feminista é a raíz da libertinagem e o verdadeiro culpado pelo declínio acentuado dos bons costumes e cidadania:as ideologias vieram desestabilizar completamente a ordem natural das coisas e arruinar os valores.
Ela está enganadíssima ao dizer "nós é que vamos mudar o mundo".Se actualmente os homens decentes são uma escassez,pior vai ser a geração do futuro cheios de homens efeminados,fracos e mulheres brutas onde a maioria deles terão códigos de vestuário baralhados com a desculpa esfarrapada dos estereótipos,dando a impressão do prevalecimento da ignorância.
Deixar os mesmos vestirem peças de roupa femininas é retirar o papel viril,pervertê-las e corromper a sociedade de princípios.
Esta bizarrice só pode ser proveniente de feministas obesas,feias,invejosas e peludas que "vomitam" discursos de ódio contra homens e "pingam" barbaridades desmedidas em todos os cantos,normalizando tudo o que é errado e até vitimizando.
Basta analisar as páginas feministas brasileiras e as de sátira para se chegar à conclusão que o movimento pretende implantar gradualmente a ideologia de género nas escolas do Brasil,por isso isto é demais.Para além de ser anti-pedagógico é anti-democrático...o combate à violência exercida sobre as mulheres é uma arma de arremesso utilizada para submeter a espécie masculina ao matriarcalismo.O feminismo não defende nada,é puro ruído para ganhar adesão em vários países do mundo.
Já se ofenderam com as princesas da Disney,a seguir o alvo foram os brinquedos,depois embirraram com as cores referentes aos meninos e às meninas...é notavelmente um movimento a ser banido da face da Terra.
Por outro lado,elas pegaram no exemplo do conceito de beleza real,distorceram,levaram ao extremo e obrigaram as pessoas a achar bonito o que sempre foi reprovável,bizarro,digno de chacota e outrora considerado sinal de baixa auto-estima com o pretexto da opressão machista.Há uma diferença abismal entre gordura provocada e gordura natural,a propósito do ditado "gordura é formosura".O mesmo se passa em ignorar os cuidados diários e o zelo a ter:a feminilidade desaparece.
A beleza real está associada com o despertar-consciências e amor-próprio.São questões de percepção da imagem corporal e da sua individualidade,tem a ver com a aceitação e abertura de diversidade de padrões estéticos que só vale se a moda favorecer todas as formas físicas,nacionalidades,faixa etária e estaturas.
Baseia-se em revelar as inseguranças para as pessoas não se sentirem conformadas e rejeitadas com o típico modelo feminino alto,magro,olhos claros e objectificado pela cultura machista europeia,de modo a não pensarem serem menos atraentes.
O lema "meu corpo,minhas regras" também foi descontextualizado e não tem nada a ver com feminismo,andar semi-nua ou vestir como se apetece e sim com a imposição de limites pessoais num relacionamento!As ideias foram apropriadas.
Em constatação,o movimento potencia uma falsa revolução:defendem comportamentos anormais,causam discórdia e sobretudo segregação.E muita gente de fora ainda acredita no argumento da "igualdade" tão apregoada.
Voltando à notícia,os pais iguais a essa energúmena não têm noção nenhuma naquilo que estão a meter...o novo paradigma é abominável mas um dia mais tarde vai cair no ridículo.
Concluindo o tópico,as revoluções bizarras são um alerta vermelho do rumo e da proporção que se está a tomar.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .