segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Arábia Saudita:o destino ideal para retrógrados

Após uma constatação dos conflitos entre a nova e a velha guarda,conclui-se que o conservadorismo surgiu devido às influências mouras.
Os "velhos do Restelo" são como os islâmicos e é escusado negar.
Este tema,vem à baila a propósito dos que dizem tanto por aí que antigamente era melhor que agora e havia mais respeito.
Para quem tem memória curta,na educação antiga andava tudo reprimido,não se podia libertar ou dizer asneiras,falar do corpo humano era tabu,eram todos um bando de submissos,as vestimentas eram controladas e alegria nem ver.
Já os árabes são regidos por essa política restrita desde o princípio da civilização do Golfo Pérsico,sendo um dos povos mais (mentalmente) antiquados do mundo.
Segundo as informações retidas,a sociedade deles é patriarcal e só o homem tem o poder de decisão.
A Arábia Saudita é o único país onde as mulheres não podem conduzir,manifestar nem invadir eventos públicos que não lhes sejam destinadas,tal como entrar em algumas lojas com aviso previamente especificado a um determinado alvo,sob o risco de apanharem multas.Para além disso,são apedrejadas até à morte em caso de adultério e têm de andar a vida inteira de véu e burca e irem à praia todas cobertas.As cores das roupas são aceitáveis,há pouca diversão e todos são púdicos,conforme os critérios estabelecidos.
Ao contrário do que sempre se acreditou serem leis religiosas,elas próprias já disseram em várias notícias que não aparece escrito em lado nenhum a proibi-las de serem livres,nem elas compreendiam porque têm de ser tratadas como seres inferiores.
As características destes dois grupos,são os valores morais.
Os árabes mantêm os seus costumes tradicionais com poucas alterações,tal como os retrógrados que são formatados para se deixarem guiar por filosofias ultrapassadas.
Ou seja,uma família conservadora tem bases idênticas a uma família árabe,com a diferença de ser cultural.
Uma boa sugestão para os retrógrados,seria converter ao islamismo e viver na Arábia Saudita,o destino ideal para gente atrasada no tempo.
Esta é a única solução encontrada de modo a não se meter na vida alheia,se tudo é assim tão negativo.Porém,é uma excelente ideia de reflectir o quanto o modelo é aborrecido e inválido nesta época,só depois de se sentir na pele a experiência,é que se valoriza a origem que tem.
Resumindo:este país é democrático e à frente desse e de muitos é um paraíso.Os "velhos do Restelo" que emigrem para lá se não gostam porque também não fazem falta nenhuma.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .