quarta-feira, 10 de julho de 2013

Papéis invertidos

Uma vez,li num blogue uma mensagem a exemplificar que quando uma mulher tem medo de bicho em casa,o papel de herói é sempre deixado para o homem que salva a donzela em apuros.
Havia uma parte em que dizia,e da qual me causou um ódio visceral,que eles também têm os seus medos.
Em seguida quando vi que muitos comentadores concordaram,confirmei logo que isto é claramente um sinal revelador de que vivemos em sociedade machista.(ou será feminista?)
Para já,os homens deixaram de cumprir os seus deveres.Não têm iniciativa,perderam o sentido de cavalheirismo (conquista),tornaram-se maricas,infantis,são desleixados da memória,o sentido de humor caiu a pique e o romantismo foi por água abaixo.
É devido a este comportamento bizarro que grande parte das vezes quem assume o comando são elas,fazendo com que os papéis estejam invertidos.
Sem dúvida que eles são fracos.Ter pena é inútil,pois daqui a nada só falta as mulheres lhes darem colo literalmente cada vez que for preciso e depois vai-se andar por aí a dizer para elas trabalharem nas obras,santa ignorância!
Isto significa que,se entrasse uma cobra em casa,eles seriam os primeiros a fugirem e acabava por sobrar tudo para elas.
Em fitness,também se sucede algo semelhante:homens magrinhos e mulheres com corpos atléticos e esculturais.
Não tenho nada contra mas não é lá muito conveniente uma mulher ter uma imagem masculinizada.
Para concluir este tema,só me ocorre o provérbio:"A César o que é de César,a Deus o que é de Deus".

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .