segunda-feira, 9 de novembro de 2009

O culto da imagem

Boa tarde! O tema que escolhi para hoje é um tema a quem muita gente de todas as idades dão importância:venho falar sobre as aparências.
Muitos dizem que a aparência não é tudo,mas esta informação está um pouco incompleta.
Se a aparência não importa muito, porque é que há profissões que apostam na imagem,como por exemplo,modelo,bailarinos/dançarinos,apresentadores,actores e cantores?É que se repararem bem, nestas profissões não há pessoas deficientes,defeituosas nem mulheres de outras formas físicas!Todos têm de brilhar e ter qualidade das estrelas.
E essas pessoas ganham lucros a vender a imagem, a pousar para revistas e a fazerem campanhas de marketing.E depois passam a ser ídolos.
Mas o que é que isto tem de tão importante? Na minha opinião o culto da imagem é sempre essencial porque a beleza rende mais que a inteligência,e uma pessoa só pode ser modelo se tiver as características necessárias,porque cada vez mais se apostam em modelos. Agora voltando à realidade:uma pessoa que cultiva a imagem é logo assediada e notada do que uma menos cuidada. Se a aparência não importasse muito não ía haver maquilhagem nem outros produtos de beleza e higiene,muito menos espelhos! Todos nós sabemos que os media são um poderoso veículo de influência em massa:quantas vezes saímos à rua e ouvimos pessoas a trocarem novidades sobre filmes,telenovelas,entretenimento,publicidade,discutem sobre os líderes políticos,emocionam-se com crimes e falam das últimas tendências da moda?
Falar de moda,de vidas das celebridades e telenovelas é muito mais atraente e popular do que falar de literatura e de livros (cultura intelectual), dos quais muitos não querem saber e nem lêem livros.
O culto da imagem é tão louvado que até há pessoas que fazem plásticas e chegam a alterar o código genético!!!Isto é que é a beleza no seu extremo.
Concluíndo, a aparência vale bastante mais do que muita gente pensa.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .