domingo, 23 de julho de 2017

Pegada digital

Imagem relacionada
O tópico desta mensagem é acerca do emprego e as redes sociais.
Já se tinha ouvido falar por aí das consequências que isso pode trazer um dia,há uma ideia errada de que influencia na contratação e por vezes nem sempre é assim como fazem crer.
Passando ao desenvolvimento,o artigo esclarecedor não refere alguns aspectos principais.
O mail do cv pode não estar associado às redes sociais e encontrar pistas da pessoa através do motor de busca,é um argumento exagerado por requerer filtragem de resultados!
Muitos recrutadores recebem os currículos e nem sequer lêem devidamente,quanto mais ter paciência para andar a verificar de fora a pegada digital de cada um no meio de dezenas de candidaturas?Eles vão lá perder tempo a pesquisar previamente que reputação online alguém transmite!!!
Parece invasivo mas no fundo é uma óptima ferramenta de ajuda na selecção e até se torna bastante importante de outra perspectiva.
Eles são alheios a esta realidade e além disso a empresa tem de ter disponibilizado serviço de internet ou só se agora forem obrigados a aprender a esse respeito,sendo conveniente haver preparação neste sentido.
O recrutador deve ter uma noção e obviamente estar actualizado,o que não pode depois é vir um superior justificar afirmando ser invasão de privacidade com o intuito de enganar as pessoas,precisamente por não terem capacidade de distinguirem as coisas porque aquilo que é partilhado virtualmente não é confidencial e é preciso entender isso acima de tudo...um discurso deve ser autêntico e coerente;isto não pode ser como se quer e apetece,há que prezar pela competência no local de trabalho.
O assunto aberto é discutível a fim de saber o histórico pessoal:talvez no futuro a longo prazo as redes sociais sejam fundamentais no processo de recrutamento.
A única vantagem de usar uma rede social,só em caso do candidato apresentar pouca ou nenhuma experiência profissional,aí concordava-se com a decisão tomada pois seria menos exaustivo e mais eficaz.
Quando o recrutador vai verificar a pegada deixada online,significa que é uma forma de obter informação complementar acerca de um candidato antes da entrevista,ver que tipo de pessoa é e se o perfil no geral é adequado à empresa,caso contrário,está-se a incutir uma ilusão,pois nos empregos básicos não se adopta essa medida a não ser que seja num escritório ou que trabalhe com informática e comunicações e só se pode descobrir as actividades tornadas públicas nas definições dessa pessoa.
Também há mais um problema a ressaltar:a maioria dos recrutadores não sabem mexer nos programas do pc e vão andar armados em detectives?Eles só fazem aquilo que lhes é ensinado ao invés de se instruírem a favor do conhecimento tecnológico!!!Quem é ignorante devia ter vergonha,não é só mandar por mandar como se fosse uma casa,deve-se saber gerir o cargo e ter profissionalismo...enfim.
Voltando ao tópico,não se trata de observar meticulosamente a vida do candidato e sim alertar para ter cuidado com o que emite porque é uma marca eterna e pode chegar a afectar na procura de emprego,tanto pela positiva como pela negativa.
Eles têm a liberdade de bisbilhotarem se desconfiarem de alguma coisa exposta no currículo ou salvo determinadas circunstâncias;isso tal da lei de protecção de dados é uma desculpa esfarrapada:usada nesta situação não garante que vá ser cumprida!Se na prática contratam por exemplo alguém pela aparência ou dão prioridade a emigrantes,já é revelador.
Pelos vistos,muita gente interpretou mal esta matéria a ponto de ocultar tudo ou ter receios;na verdade o que se pede é para o próprio ter controlo em relação ao que coloca online.
O artigo é uma abordagem séria contudo grande parte disso depende da vontade dos chefes/directores.
Resumindo o tema,verificar a pegada digital do candidato no contexto laboral é subjectivo.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .