quarta-feira, 15 de março de 2017

O pai ideal

Resultado de imagem para marcos piangers
O tema desta mensagem é a propósito de um artigo de um jornalista brasileiro chamado Marcos Piangers,sobre o papel de ser pai.
Recentemente,surgiu uma entrevista feita a um homem que se tornou famoso na internet pelas fotos virais tiradas com as filhas em diversas situações banais do dia-a-dia e que agora foi catapultado para um novo patamar de estrelato.
Ora antes de desenvolver,é óbvio que ele as exibiu de forma a ganhar visibilidade e o facto de ser palestrante veio a dar ainda mais destaque na carreira por documentar o crescimento delas em vídeos.
Após ler o artigo,constata-se que ele não é exactamente como se transparece ao público.
Em primeiro lugar,há uma coisa importante e que faz toda a diferença:o Marcos é um homem licenciado e pelas profissões pertence à classe alta.
Como foi referido,é ocupado e certamente tem condições financeiras acima da média dos restantes a ponto dos problemas não lhe afectarem,ou seja,se fosse um pai comum e pobre iria ter preocupações em assegurar um futuro para os filhos e portanto estaria condicionado enquanto os dele andam em colégios.
O homem com aspecto de viking,é no fundo inseguro ao desempenhar o seu papel:as filhas serviram para compensar a infância vazia e azarada que teve,ele é proveniente de uma mãe fraca,de um pai que não o quer assumir e de um padrasto para esquecer!
Não é difícil entender esta parte visto que não foi educado nesse sentido...houve uma lacuna grave no passado e do qual ele vai reconstruindo a imagem do pai ideal!!!
Como é incapaz de pensar por ele próprio,vai pedir opinião aos outros pais sobre alguns assuntos relacionados com os filhos para se orientar melhor,logo o conhecimento dele não vale nada porque é adquirido de terceiros,ele apenas é obrigado a aprender devido ao percurso que levou,ao contrário do homem profissionalmente menos favorecido e de baixo rendimento,não iria ser tão enaltecido e arriscava a ser estigmatizado pela sociedade...o emprego dele dá esse privilégio de passar despercebido no que toca à criação dos filhos que ninguém nota a ignorância.Ele tem a liberdade de perguntar certas questões que não é alvo de rótulos e sim de reconhecimento.O Marcos observa através da "bolha" pois já tem uma grande facilidade,por isso ele oculta essa insensibilidade.A formação superior infelizmente é o critério fundamental para ser considerado este tipo de pai.
Por exemplo,ele acha que dar amor demais aos filhos não faz mal quando é mentira,há limites e os mimos sempre estragam as crianças a longo prazo.
Para editar vídeos de milhões de visualizações é porque procura aprovação do público que não teve enquanto jovem,tentando comprovar a todo o custo através das plataformas de comunicação.
Ele não teve o apoio que precisava e agora quer convencer os leitores transmitindo a mensagem de ser "cool".
Segundo a entrevista,ele é preconceituoso com bonecas falantes e acha que os pais são pouco interventivos:cá está mais uma pista de ser alheio!!!
Quando uma pessoa o pergunta sobre o abandono,ironicamente evita responder,ele está a ser contraditório ao invés de enfrentar e discutir abertamente doa o que doer...é incabível.
O jornalista esteve em vias de separação,daí o discurso de pai ideal.Se ele fosse uma boa figura paternal não iria ter tempo para se envolver em tantos projectos simultaneamente,assim deu a impressão de não saber gerir compromissos...a passividade foi o erro da maioria dos pais,por aí ficaram a perder e se atrasaram a ser igual a uma mãe.
O artigo também é uma forma de publicitar o livro que lançou cujo conteúdo nem sequer é pessoal e sim um resultado de uma "compilação de material publicado na imprensa e nos perfis públicos no FB e instagram".
Por outro lado,por qual razão foi permitido ser vendido em Portugal?Não costuma ser comum um autor brasileiro vir cá promover um livro,além disso neste país há homens de sobra para contarem histórias.Sinceramente a lógica das editoras é esta:o que vem de fora é interessante do que se for um português a ter sucesso.
Ao ler a entrevista,nota-se a falta de experiência de vida porque foi a mulher que lhe ensinou tudo;ele é um burro quanto mais ser uma referência?Típico modelo seco e vitimista.Quando as filhas forem adultas,possivelmente ele vai mudar de ideias.
O Marcos Piangers não tem perfil de ser "cool" e ideal nem é porta-voz dos pais!
A imprensa devia dar hipótese de um homem comum com filhos se exprimir e não aqueles de estatuto...os discursos seriam incomparáveis.
Esse tipo de homem geralmente é cobiçado para ser pai porque as mulheres por norma sonham com alguém moderno,presente e de boas bases profissionais para constituir família,é a lei da atracção mas não significa que o outro não preste e seja medíocre:trata-se de ter uma estrutura sólida.
Posto esta explicação,os seguidores do apresentador dever ter pedido para abrir um baby-blogue,é estranho este manhoso não possuir.
Terminando,o pai ideal não faz papel superficial nem expõe crianças nas redes sociais.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .