sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

A utilidade de uma agenda

Imagem relacionada
Tal como o título indica,o tópico desta mensagem é sobre as mil e uma utilidades de uma agenda em papel.
Após uma longa pesquisa efectuada,constata-se que a informação retida daquilo que foi disponibilizada é vaga e não esclarece a dúvida,ou seja,os resultados obtidos correspondem mais propriamente aos modelos existentes e aos exemplos de personalização do que à importância em si.
Aquilo que se captou é a de que uma agenda tem de ser apresentável e visualmente cativante e inspirador quando no fundo induz em erro.
Uma agenda destina-se praticamente a quem tem uma vida bastante atribulada e especialmente para pessoas com uma carga de ocupações.
Serve para organizar e planear a programação anual,mensal,semanal ou diária,levando no bolso ou transportando na mala tendo o cuidado de escolher uma adequada ao perfil do utilizador.
As agendas antigas devem ser reaproveitadas para rabiscar ou fazer rascunhos caso ainda haja folhas em branco ou para outra finalidade mas o melhor é um bloco de notas descartável:tem o mesmo efeito e não se desperdiça nada.
Existem em vários estilos e ir pelo formato ou ser atraído pela capa,é escusado porque depois de estar usada vai custar a desfazer.
Para quê ser tão apelativa?Uma agenda não tem nenhum significado a não ser que transforme num livro de lembranças repleto de detalhes.Se for de argolas,é difícil vender recargas.
Pequenos cadernos que por vezes podem estar guardados são equivalentes a uma agenda.
Ao contrário de um diário,representa a conciliação do eu exterior,a faceta geral de cada esfera:é o nível financeiro,saúde,afectivo,lazer,pessoal,familiar,profissional e social concentrado num único sítio.
Convém evitar introduzir informações confidenciais seja de quem for (ou então ter uma específica) por haver o perigo de ser descoberto por algum azar.
Ora numa agenda,expõem-se objectivos,desejos a realizar,estabelece-se metas a cumprir num determinado prazo e tarefas.Quem tem um pensamento desordenado,deve ter uma agenda simples e sem linhas para tirar apontamentos de algo importante,registar ideias aleatórias,elaborar esquemas e para recordar a lista de coisas pendentes.
Às vezes os distraídos até se esquecem mas não deve porque é um pertence!
Uma agenda complexa é mais para quem toma anotações rápidas e sabe os truques escritos,senão vai atrapalhar ao anotar.
Para além da agenda de bolso,existem outros tipos mais comuns:
- agenda de mesa
é para executivos e profissionais por ser formal e própria de secretária;

- agenda doméstica
serve para o utilizador gerir a rotina de casa,sobretudo se tiver filhos e precisa de ser flexível nos compromissos;

- agenda de estudante
serve para os estudantes agendarem no calendário os testes e os trabalhos a serem entregues,bem como outras actividades no âmbito escolar e relacionadas;

- agenda feminina
é destinada ao público feminino que tem gosto pela moda,cosméticos e acessórios.Serve para descrever os artigos seleccionados quem for consumista e precisa de os manter por perto de modo a conhecer os produtos comprados

e por último,a agenda de decoração,que se destina a quem gosta de entreter mudando o aspecto do mobiliário e renovando o visual.
Contudo,uma agenda virtual não substitui a versão real!É útil,recomendável e nunca sai de moda.O uso de ferramentas tecnológicas é puramente para preguiçosos e conformistas que são contra a acumulação de resmas no espaço físico.Colocado em papel é inquestionável,anotado digitalmente tem pontos negativos:os dados são abstractos,vazios,impressos directamente sem alma e dá trabalho a procurar onde ficou arquivado,correndo o risco de perder ou desaparecer,enquanto numa agenda é mais eficiente,estruturada e encontra-se logo à mão.
Assim são concretos,fornecem pistas verídicas e comprovam que a pessoa é activa,só não se pode inibir de tirar da mala para consultar as marcações:isto também faz simultaneamente com que as pessoas em redor acreditem  do que se fosse dito oralmente que num certo dia e hora o utilizador ia ter algum compromisso,iria soar a desculpa esfarrapada sendo verdade ou não e dar a impressão de não estar interessado.
Por conseguinte,não se deve andar com isso escondido,aliás,deve-se deixar à vista para se transmitir uma noção séria de vida preenchida!!!
Um caderno prático define um histórico do meio inserido,tem rigor,contém todos os passos traçados e se alguém escreve e pretende partilhar mais tarde publicamente,serve para actualizações esporádicas de informação.
O uso de canetas coloridas é opcional,pois não se trata de um álbum de pinturas.
Ter uma agenda não é só para doutores e gente de negócios se organizarem,é uma forma de se auto-disciplinar e de se motivar no quotidiano do qual tem de começar a ser compreendido.
Por ter uma utilidade abrangente e dinâmica,vale ter em conta que não é suposto ser privada!Pessoas próximas podem verificar sem restrições.
Não se deve sobrecarregar com coisas supérfluas nem ser escravo.A intenção não é trazer stress e sim prioridades!!!
Concluindo a crónica,o destino infeliz das agendas é irem para o lixo.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .