segunda-feira, 25 de abril de 2016

Ir ao cinema

Saudações do Reino assombrado!
O tópico desta mensagem é sobre ir ao cinema.
Ir ao cinema é retrógrado e tem vindo a entrar em declínio:a publicidade antes de começar o filme é interminável,as salas só estão cheias quando há estreias,na época natalícia o alvo são as famílias com crianças e o intervalo é quase no fim.
O cinema não dá assim tanto entusiasmo,ao contrário do início do milénio,quando não se tinha inventado a televisão digital e o youtube e todos ficavam naturalmente com vontade de ir.
Observar comportamentos é o desafio mais atractivo que o próprio filme,o resto são queixinhas de treta até porque actualmente há inúmeras escolhas:pode-se assistir online,a televisão oferece serviços de videoclube,há canais por cabo e os tão famosos dvd's.Em casa é muito mais confortável.
Não há nada de surpreendente,à partida todos ficam a ter mais ou menos por aí a noção do filme ou por ser continuação ou simplesmente por terem sido recomendados através de alguém ou de terem lido em algum meio.
Os filmes disponíveis são rascos e a merda do 3D existe desde a Grécia Antiga e chama-se teatro,portanto mais valiam serem reais e não incluirem personagens fictícias a não ser nos filmes de animação.
As regras retiram completamente a graça de ir ao cinema e deitam tudo a perder:é proibido conversar (ou murmurar),há quem se incomode de ouvir os outros a "triturar" pipocas com a boca,reclamam do chão sujo,a pessoa é obrigada a ficar colada ao assento até o filme acabar,os telemóveis têm de estar desligados,beber (ou borbulhar) o refrigerante faz ruído,o cheiro espalhado das pipocas dá náuseas a muita gentinha energúmena (era aconselhado viverem num buraco) e não se pode fazer barulho sabe-se lá porquê.
Não faz sentido olhar para um ecrã gigante com um sistema de som explosivo e ampliado de rebentar os tímpanos!Qual é o simbolismo do escuro?Poupar electricidade?Favorecer problemas de visão?Facilitar o roubo?O certo é que faz dar sono,preguiça e a pessoa sai a bocejar.
Ir ao cinema é aborrecido e no fundo a maioria nem sequer se interessa pela projecção.
Alguns critérios deviam estar mudados,tal como foi com os filmes classificados teoricamente para maiores de 18,onde hoje em dia é destinado a qualquer público,cabendo à pessoa mais velha decidir se os menores devem assistir ou não.
Os que ficam perturbadinhos com coisas insignificantes a decorrer durante a sessão,estão mal resolvidos na vida...se o princípio básico do cinema é promover o convívio e harmonia,é normal que as pessoas queiram trocar impressões daquilo que estão a ver e interagir,por vezes há cenas que captam a atenção e a pessoa precisa de reagir.
Se o objectivo é estarem mudas lá dentro,as pessoas deviam passar a irem sozinhas (ou deixarem definitivamente),ao invés de andarem a rezingar pelos cantos!Uma sala de cinema é diferente de uma biblioteca,aí deve haver o máximo de silêncio para os leitores se concentrarem nos livros,bem como na igreja e nos auditórios onde se deve piar baixo e prezar pelo respeito do local.
O ser humano está a escalar para um patamar de sociabilidade muito estranho...tem o dom de complicar tudo,depois de milhares de anos de evolução!!!
A visão deturpada dos indignados é discutível.
Isto agora para muitos o cinema é o único sítio de reunir com o grupo de amigos quando não é possível levar companhia em casa por vários motivos:em primeiro lugar,a casa é um lugar privado;segundo,ninguém confia em semi-desconhecidos;terceiro,caso alguém se disponha a convidar,é o anfitrião que tem de ter comida e não mandar cada um deles trazer (ah sim,dá trabalho) nem limpar e por último,em casa os barulhos são constantes e o ambiente não é isolado.Os terceiros deviam entender que proporciona outras oportunidades.
Uma sala de cinema devia servir para partilhar bons momentos,pois nem sempre há tempo para se encontrar e além disso há compromissos a gerir.As esplanadas não são a preferência dos jovens para essas actividades e assume outro papel.
As pessoas estão-se a tornar chatas e também a fazerem tudo ao contrário...não havia mal nenhum desde que fossem civilizadas e não é por acaso que a  indústria se chama de entretenimento!
Por outro lado,empaturrar-se de aperitivos doces enquanto estiver sentado a ver o filme,relembra o típico sedentarismo americano.
A ideia de ir ao cinema é somente distrair o público,por isso foi errado determinar regras,daí a falsa percepção de muita gente.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .