sábado, 2 de maio de 2015

Conceito de artista

Saudações mortais!
O tema desta mensagem é sobre o conceito de artista.
Quando se fala em arte,costuma-se associar automaticamente a pintores,desenhistas ou a alguém que faz trabalhos criativos e impossíveis de serem copiados,tornando-se numa marca própria do autor imortalizado nessa obra.É assim que foi ensinado.
Ora desde um certo tempo tem-se notado que o conceito de artista tem adquirido um significado vulgar e desprezível!
Notícias iguais a esta onde um fotógrafo procura reconhecimento através da nudez,ambientes caseiros/intimistas e até públicos,não é arte!
Em primeiro lugar um fotógrafo profissional tem de estar devidamente credenciado;segundo,sabe os melhores ângulos;terceiro,não tira fotos sem moral;quarto,tem de aparecer identificado e por último,a nudez fotografa-se em estúdio com óptimas perspectivas,posições,luzes,cores e retoques (se for preciso),caso contrário,não passa de alguém a tentar se afirmar.
Fotos dessas não qualifica de fotógrafo,muito menos expondo pessoas próximas para substituir as recusadas e nos sites de fotografias existem melhores e são ignoradas.É absurdo e anti-ético.
Alcançar o estatuto de artista não se consegue por favorecimentos.
Publicar uma série de fotos medíocres não distingue dos restantes.O pior são as pessoas a se sujeitarem por tão pouco.
O voyeurismo não é nenhuma corrente artística só porque há fotógrafos a darem ênfase à nudez:actualmente isso já não é nenhuma novidade e acima de tudo transmite a ideia da mulher-objecto quando o objectivo trata-se exactamente de combater esse estereótipo impingido com corpos reais.(mesmo não sendo o alvo do trabalho)
A exibição do nu anda tão batida que se desvalorizou.Em espaços públicos então é atentado ao pudor mas em nome da arte,infelizmente qualquer tara é aprovada!!!
No geral,o conceito de artista anda erradamente atribuído neste século...só porque se trabalha na indústria das artes e do espectáculo,não significa que seja artista,os bois chamam-se pelos nomes.
É o seguinte:a arte não é para consumo rápido.É suposto ser um projecto cheio de inspiração,esforço,bem planeado e diferente do habitual,ou seja,é a representação da imaginação.
Como é talhada com escrupulos e rigorosidade,acaba por ser indecifrável.
Concluindo:o conceito de artista induzido pelos me(r)dia,é absolutamente baralhado,distorcido e desprovido de conteúdo.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .