sábado, 28 de março de 2015

Acerca de pesquisas

O tema desta crónica,vai ser incidido sobre as pesquisas que se efectuam nos motores de busca.
Já há algum tempo,foi-se abordado aqui o problema dos plágios e até que ponto pode afectar a aprendizagem de quem não se dá ao trabalho de saber o nome autêntico do autor.Esta é uma continuação e está mais propriamente virada às pesquisas em português.
Como é comum,quando se procura informar sobre um determinado assunto,todos os resultados são provenientes de sites brasileiros.São poucos os sites portugueses que disponibilizam conteúdo ou então simplesmente se limitam a copiar.
No que toca aos trabalhos de apresentação,convém ser-se selectivo:retirar informação de fonte fiável é a base e simultaneamente um grande desafio!
Poucos professores têm noção de que algo mais complexo não deve ser elaborado da noite para o dia em uns cliques e sim numa biblioteca.
O que anda exposto na internet é vago,mal-fundamentado e geralmente não se refere a fonte,sendo complicado reter o que foi lido.
Muitos apanham resultados interessantes através de blogues:se o texto foi escrito por palavras do autor,obviamente o leitor vai transcrever como está.A raíz do mal é cortar e falsificar a origem da publicação.
Por outro lado,aquilo que se procura costuma-se encontrar entre a segunda e a terceira página e não mais longe;o segundo sinal de fazer errado,é não filtrar os resultados:alguém que absorva tudo,acaba por se perder!!!
E mais um detalhe que escapa a todos,é a data em que algo foi lançado...alguns não têm o cuidado de verificar que vão buscar assuntos arquivados há anos.
As pesquisas virtuais são básicas e no fundo os autores querem ganhar impunidade.
No entanto,correm o risco de serem tão prejudiciais quanto um plágio devido a visões distorcidas,no caso de se tratar de uma busca particular.
As pesquisas vão além dos trabalhos escolares:são também uma forma de aprofundar o conhecimento.
Daquilo que se procura,nem tudo é certo.Simplesmente é como diz o provérbio:"com um olho no burro outro no cigano".

3 comentários:

Sara Monteiro disse...

Olá! Sou a Sara do Blog Pequena no Mundo e nomeei-te para a TAG "Liebster Award".
Por favor, avisa-me se responderes à TAG! Gostava muito de ver as tuas respostas. :)

» TAG: http://pequena-no-mundo.blogspot.pt/2015/04/tag-1-liebster-award.html

iara disse...

Olá, sou a Marshmallow e nomeei-te para uma tag chamada De tudo um pouco, gostava que fizesses.
With Love, Marshmallow.
http://lovely-marshmallow.blogspot.pt/2015/04/tag-de-tudo-um-pouco.html

ligia duarte disse...

é mesmo verdade, fico tão irritada quando quero pesquisar alguma coisa e só aparece em sites brasileiros, na pesquisa tenho que escrever especificamente Portugal.
Conheci o teu blog, numa tag que enviaram.
http://diariodeumaafrohair.blogspot.pt/

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .