segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Gostos trocados

Nutella é um creme da marca Italiana para barrar feito de cacau e avelãs mais famoso do mundo.
Vendida em potes de vidro,é um alimento que tem como alvo crianças e jovens mas ironicamente é consumida por velhos.
Existe mil e uma maneiras de comer Nutella,outros são tão viciados que chegam orgulhosamente a devorar os potes às colheradas e até já se abriu uma confeitaria que serve o doce na hora.
Obviamente que foi uma ideia importada e aqui começam a pesar os contras.
A quem come gramas do creme compulsivamente,merece mesmo apanhar uma overdose de diabetes e gente acima dos 40 a procurar toda fascinada por um mero bolo seco qualquer com Nutella derretida,nem sequer deviam queixar que engordaram ou que a diabete/colesterol aumentou por causa daquilo quando já tinham!!!
Nesta parte não há nenhum tipo de cabimento:se os velhos comem isso e se lambuzam à fartasana,também podem comer chocolates,chupas,guloseimas e alimentos açúcarados sem problemas enquanto que os mais novos deviam passar a consumir barras de cereais,batidos e fazer dieta.
Sim,nesta palhaçada os gostos estão trocados.Depois andam a dizer que querem viver mais anos...lamentável em plena época supostamente inteligente!
O que faz falta é abrir confeitarias,pastelarias e restaurantes de opção alternativa e saudável acessível a todos,e não um negócio que leve a gastar dinheiro à toa,drogando e entupindo as pessoas de porcarias,quando os kebabs podiam perfeitamente serem confeccionados em casa!!!
A loucura em torno da Nutella,provém do sabor delicioso semelhante a um churro de chocolate.
Por outro lado ganha-se cáries dentárias e de valor nutritivo não tem nada,só contribui para a obesidade.
Remato a mensagem com o provérbio:"morra Marta mas morra farta".

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .