terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Baby blogs

Esta crónica vai ser sobre os baby blogs,o segundo ódio mortal a seguir aos blogues pessoais.
Os baby blogs são uma categoria de blogues onde os autores relatam o dia-a-dia como pais e o crescimento dos filhos.
São o terceiro tipo com maior visibilidade blogosférica que aos poucos se vai ganhando terreno.
Este artigo que estava em destaque,é o reflexo clarinho desta geração de pais.
Ela descreve a rotina de lidar com os filhos,enumerando todas as áreas do saber,profissões e no fim ainda afirma que precisa de mais uma vida para aprender tudo de novo.
São estas pessoas que criam jovens frágeis.
Quem tem dois dedos de testa,sabe bem que antes de ter filhos deve-se ter bastante auto-conhecimento e preparação,e não ao contrário como se faz porque ninguém é obrigado a manter descendência.
Os baby blogs são abomináveis:enquanto os autores escrevem as peripécias e expõem os filhos,a educação passa ao lado.
Inacreditável como esse gajedo arranja tanta disponibilidade para estarem online a contarem o básico,ao invés de conviver em família...e o objectivo nem era esse,era ser pedagógico e útil a quem precisa de se informar sobre crianças.
Essas pessoas que acham graça,mimam e lhes deixam fazer tudo,chamam-se "amigos mais velhos".Se desde cedo são assim,serão libertinos e prevê-se que não mudem muito porque a casa devia desempenhar o papel de primeira escola mas nunca se verificou.
"Criar dá muito trabalho" é o título que confirma a tão esperada frase que eles não têm coragem de dizer.
Mais tarde,o resultado é falar mal dos filhos dos outros enquanto os deles são cidadãos ordinários,erro crasso da parte dos velhos!!!E possivelmente o exemplo será copiado.
Criar é completamente diferente de educar.Geralmente há uma tendência de defender que sem procriação,a espécie humana acaba,ideia falsamente implantada pela sociedade;as pessoas diminuem porque cometem homicídios,guerras,catástrofes naturais,fome e não propriamente pela natalidade porque nem todos têm vocação.As boas relações são a base.
Trazer pessoas ao mundo não garante a capacidade de serem pais:liberdade demais implica um dia a procura de referências fora de casa para se orientar e outros babam tanto por crianças e depois tratam com descuido.
Ah pois é,actualmente há muito sentimento camuflado e egos à mistura para passar uma impressão irreal,atrapalhando o desenvolvimento normal!
Resumindo:os baby blogs são patéticos e ridículos.Os filhos dos autores também podem sofrer quando forem grandes devido à divulgação de situações do domínio familiar...pois não têm noção da realidade.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .