segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Adultos de merda

Mortíssimas saudações!
Nesta mensagem,vai-se fazer o balanço entre a educação antiga e a dos dias que correm.
Antes de mais,não é nenhuma comparação,até porque os dois tipos são errados!
A educação da velha guarda era conservadora e trouxe muitas desgraças:induziu a falsa ideia de que respeito é submissão,rir/divertir era de tolos,os princípios básicos eram retrógados,as visões eram limitadas e as atitudes,passivas.
Esta filosofia de vida formou muita gente preconceituosa e levou com que até uma determinada geração adquirisse uma conduta baseada em valores morais clichés.
Ora esta sequência desencadeiou duas ondas de conservadorismo:os de mentalidade da "idade da pedra" e os modernos,onde a força tem sido insuficiente.
A primeira causou frustração a nível de realização pessoal,do qual inclui,problemas relacionados com a auto-confiança e aceitação da imagem.A pessoa foi ensinada que os assuntos do forro emocional são futilidade,por conseguinte essa velha doutrina originou adultos inseguros e ignorantes que hoje certamente colidem com a filosofia da nova era e acham estranha,pois são fiéis às suas convicções.
Já o conservador moderno é consciente e expansivo.
A velha guarda é semelhante às leis islâmicas:é radical e séria.
Posto esta parte,temos a educação permissiva que também é catastrófica:originou adultos falsos-moralistas,favorece os mais novos,trouxe a incapacidade de se colocar no lugar do próximo e pobreza de espírito.
É uma filosofia que prepara mal as gerações vindouras.
É muito fácil detectar gente pertencente a esta geração:culpam os jovens pela decadência quando no fundo transmitem maus exemplos em casa;a teoria diverge da prática e são altamente hipócritas.
A filosofia deles é acharem que os jovens se vão educar sozinhos e quando isso não se verifica,metem ao barulho o governo,as leis e a escola como culpados.
São os mesmos que buscam ensino de qualidade e não frequentam a reunião de pais,não participam nas actividades dos filhos,não se importam com o seu percurso dentro e fora das salas de aulas,não acompanham o seu aproveitamento escolar,não incutem a tolerância pela comunidade,animais,meio ambiente e esperam o contrário,ou seja,não mexem um dedo por eles mas são os primeiros a criticarem os dos outros!!!(ou os próprios)
São os chamados adultos de merda.
Os que cresceram com valores conservadores,cresceram infelizes e num ambiente repressivo e como resultado acabaram por não viver enquanto foi tempo.Já na educação liberal passa-se o oposto:o adulto é que tem comportamento imaturo e ninguém quer assumir responsabilidades.
É inevitável falar deste fenómeno.Enquanto o primeiro grupo era especialista em arranjar pretextos e "fechar os olhos" para certas situações que deviam ser debatidas,o segundo é regido pelo "rei na barriga".
Os adultos de merda (pais e professores) desempenham mal o seu papel de autoridade,são os ditos adultos de merda que não têm sentido de colaboração,demitem-se das suas funções...enfim,adultos de merda têm merda no lugar dos neurónios.
Apregoar aquilo que não corresponde com a realidade,é o alimento desta espécie cada vez mais disseminada;e se não se atinarem com as ideologias,a sociedade vai ser o reflexo da Assembleia da República.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .