sábado, 15 de março de 2014

Falta de noção verbal

Esta mensagem vai ser sobre os que usam argumentos contraditórios para não chamar hipocrisia,um mal infinito.
De vez em quando é notável a falta de noção verbal dos interlocutores,através de expressões como:"eu não sou racista mas a minha família não quer misturas";"eu não gosto do inverno mas adoro estar agasalhado;"eu adoro churrascos mas não gosto de comida calórica".
Depois do "mas" nunca vem nada de bom e é aqui que começam os problemas:ou se gosta ou se não gosta.Dar meio-termo à sentença é como se houvesse simultaneamente mau tempo e calor abrasador.
As pessoas que não medem o que dizem de certeza que têm falhas muito graves de consciência...é desta forma que são provenientes desentendimentos.
"Mas" é o caralho!Ou oito ou oitenta.A incapacidade de ser claro leva a crer que o interlocutor é bipolar;se uma pessoa não gosta de algo,não tem nada que bajular e se gosta não tem nada que menosprezar logo em seguida.Simples assim.
Esta pequena palavra baralha completamente o sentido do discurso informal.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .