terça-feira, 11 de março de 2014

Acerca de crenças

Quando se fala em religião,os ateus acusam os cristãos de serem fanáticos e falam do que não sabem.
Antes de mais,este assunto não é discutível pois não leva a lado nenhum.Só se fica a saber que cada uma delas tem os seus costumes.
Se o cristianismo é uma religião fanática,o que se pode dizer do islamismo?Ou pior,de quando se torce pela equipa de futebol?
Atacar uma crença é como dizer a um adepto agarrado a um clube para deixar de gostar de jogos de futebol:só o vai reforçar ainda mais.
As religiões,tal como o futebol,ficam mal-vistas precisamente devido aos elementos radicais que usam o conceito para espalhar medo e terror.
Assim como há devotos por esse culto desportivo,há devotos pela crença que professam.
Já agora:o futebol tem o estranho poder de unir as pessoas.
Quanto aos que ficam de fora,é óbvio que não entendem nada mas mais valiam manterem-se como estão do que andarem mal informados e com visões distorcidas.
Em resumo,cada colectivo tem as suas regras e os seus dogmas por isso não adianta se provocarem,são apenas crenças religiosas.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .