sexta-feira, 27 de julho de 2012

O ideal de beleza masculina

Mortíssimas noites!
Depois de estar anos atenta à espécie masculina portuguesa,constatei que é pouquíssimo comum haver homens iguais ao da imagem.
Sim,a minha preferência sempre foi homens de porte atlético bem proporcionado,corte de cabelo moderno,ar atrevido,olhar penetrante,higiénico,activo,resistente e saudável.
Para além dos atributos físicos terem um grande peso na minha escolha,conseguir também com que cultive a intelectualidade quase como se fosse um sobredotado,aprender depressa várias tarefas,ter uma personalidade angelical e ser um homem decente,é muito raro e praticamente impossível de encontrar,disso não tenho dúvidas.
Ao fazer algumas pesquisas,reparei que as fotos de homens atraentes e musculados são provenientes das Américas.Os ditos podres de bom, geralmente costumam terem fama de serem gays ou mulherengos,como se ouve muitas vezes dizer.
Por outro lado,a cobiça dispara exponencialmente entre o público feminino,até as que nunca ligaram a estes tipos de homens tornam-se curiosas,pois eles despertam o triplo da atenção que os restantes.
O que adianta um homem exibir um corpo escultural e depois andar com aquele ar pré-histórico,desprovido de raciocínio,ser absolutamente aborrecido em qualquer coisa e comportar-se de modo vulgar?É isso que nunca compreendo...ou se é realmente uma enorme potência em todos os sentidos ou se é rasca.
O ideal de beleza masculina é muito mais que testosterona e homens dos anúncios da gillette,onde a imprensa nunca foca nas qualidades que o tornam desmedidamente cativante.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .