quarta-feira, 21 de abril de 2010

Privacidade pública

Muito boa tarde!
Como devem ter reparado,nas mensagens abaixo envolvi-me em pesquisas sobre a influência dos media e sobre o sensacionalismo.
Embora eu já não seja mais estudante,continuo a cultivar-me porque sou fascinada por temas que dizem respeito aos media e à televisão,gosto sempre de saber mais,e além disso nunca é tarde demais para aprender e o saber não ocupa espaço.
Hoje o tema é sobre privacidade.
Viver num mundo moderno e globalizado não é fácil.Temos cada vez mais conhecimentos científicos ao dispôr,as informações circulam rapidamente por todo o lado,todos os anos são nos impostos novos padrões de beleza,novos modos de vida e o que era considerado tabu deixou de existir. Também na área da tecnologia surgem constantemente novos avanços técnicos.
Contudo há muitos valores morais que foram decaíndo e grande parte da população passou a ser liberal.

A partir do momento em que temas como a educação s ***** passaram a ser mediatizados e discutidos nas escolas e na televisão,deixou de haver privacidade no que diz respeito a questões íntimas das pessoas e todos aprendem este tipo de coisas desde cedo,o que origina relações precoces.
Os media é que contribuiram para quebrar o tabu das vidas das pessoas,mas por outro lado são culpados pelos conteúdos impróprios.É por isso que as crianças crescem à força e os jovens perderam a inocência,o que faz com que a privacidade de uns esteja em causa devido ao liberalismo de outros.(quando os valores se chocam,há muito preconceito e nem todos conseguem aceitar as diferenças uns dos outros)
O outro tipo de privacidade que existe,(e isto é comum) é o das redes sociais.
É nas perguntas básicas e nas descrições uns dos outros que podemos conhecer ou desconhecer muito sobre alguém.
E não venham dizer que só quem quer é que preenche todo o questionário,porque todos nós temos tendência para expôr dados pessoais na internet,como o local onde vive e a escola que frequentou,só que uns expõem mais e outros menos. 
Concluindo:a televisão é um meio que divulga muito informações menos próprias acessíveis a todas as faixas etárias em vez de ser só dirigida ao público adulto,e isso leva com que os jovens tomem isso como modelo,mas também se não fossem os media continuávamos a ser uns completos ignorantes.
É por isso que cada vez mais a privacidade é pública.
 


*A dona deste blog deseja-lhe um bom resto de dia.*(cheia de luz e magia!)

1 comentário:

Vee disse...

O que são conteúdos impróprios? Não considero que tenham de ser necessariamente os orgãos de comunicação a censurar a mensagem mas talvez a especificarem o tipo de público que pretendem atingir.
Pessoalmente acho que é mais importante educar para interpretar o que se vê, nomeadamente programas ditos informativos (telejornais incluídos). Por defeito de formação vejo tudo de forma muito crítica e causa-me pânico sempre que alguém toma um facto dado numa notícia como uma verdade absoluta por exemplo.

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .