domingo, 12 de fevereiro de 2017

O peso das mochilas

Imagem relacionada
Recentemente circulou uma notícia sobre o peso das mochilas.
Esta problemática tem vinda a ser levemente discutida um pouco antes do início do milénio mas só agora tomou força e visibilidade.
Os pais fizeram uma petição a pedir uma legislação para diminuir o peso das mochilas,só que entretanto substituindo pelo livro digital!
Ora a ideia não é a solução para combater a carga de peso e sim facilitação,eles não reflectiram no rol de desvantagens que o aparelho acarreta.
Eles deviam lutar contra o negócio das editoras escolares porque há manuais com livros de exercícios,anexos e até volumes que quase nunca são utilizados.Os professores só têm de mandar trazer quando marcam tpc's e for preciso e não obrigando os alunos a transportarem escusadamente nas malas!Por outro lado na compra sai caro nos bolsos,o dinheiro é gasto à toa.
Isso só devia ser vendido aos professores para decidirem o que vão passar.
O ideal seria distribuir fotocópias nestas ocasiões:uma folha não pesa ao contrário de um livro onde frequentemente há sempre alguém que se farta de andar carregado e diz que não trouxe,precisamente quando o professor quer.
Os manuais também devem ser controlados por uma equipa especializada de cada disciplina a definir o conteúdo a ser publicado porque os professores geralmente não ensinam todas as matérias que lá aparecem durante o ano lectivo,metade acaba em branco...é uma forma de não desperdiçar papel e agredir a natureza!
As disciplinas como e.f e e.v.t não precisam de edições aos alunos,aquilo fica guardado novinho em folha então para quê editar?
O livro em formato digital é diferente e além disso as salas de aula têm de estar equipadas (haver infraestruturas),portanto deve-se priorizar a saúde dos adolescentes para no futuro as costas (e a vista) não serem prejudicadas.
Concorda-se que a legislação tem de entrar em vigor e apertar com a associação de livreiros,se não vai-se continuar na mesma daqui a umas décadas.
Os cacifos não são seguros!!!Depois vêm aqueles com histórias de desaparecer coisas ou de ter perdido a chave e ter de ser arrombado.O espaço jamais deve ser partilhado,se for,a culpa é de quem permitiu guardar o material dos outros que vão se esquecer disso aí dentro.
Partilhado ou não,um cacifo não é fiável pelas razões óbvias e logicamente por estar exposto em vez das escolas disponibilizarem em salas.
Salienta-se ainda o facto de haver aqueles alunos mais atrasadinhos a optarem por usar cadernos em vez de dossiês,o que torna tudo mais complicado!
Conclusão:a decisão tomada foi um grande erro.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .