terça-feira, 27 de outubro de 2015

"Inominável"

A "Inominável" é uma revista virtual feita por bloggers e para bloggers.
Pertencente à plataforma do sapo,o blogue reúne vários autores,colunistas acidentais e a primeira edição já foi lançada.
Ao contrário da outra,o projecto nasceu recentemente e apesar de não ter informação útil (para variar),consegue despertar o interesse do leitor em tão poucas páginas.
O conteúdo é melhor que o da "Blogazine",a fonte dos artigos aparece no início,a linguagem usada é excelente,os elementos são cativantes,os autores têm boa capacidade de desenvolver um assunto e a escrita é apelativa.Nota-se muito bem que os colaboradores da equipa são compostos por pessoas mais velhas e não são uma infinidade como essa outra revista.
A organização é razoável:há páginas de colunas e outras só de texto ajustado.Em vez de uma fotografia a ocupar uma folha,podia-se diminuir e usar mais imagens para ilustrar.
A "Inominável" também é uma forma de dar visibilidade aos respectivos blogues,através das publicações.
Nestas andanças nem devia haver distinção entre plataformas porque blogosfera é blogosfera,só muda o nome (e o modelo,claro).
Porém,em ambas há um detalhe que faz impressão:os autores serem sempre os mesmos.
Neste aspecto,a equipa devia rever o critério e estar aberta a sugestões enviadas,seleccionando aquilo que agrada e alterando a ficha técnica consoante fosse necessário.
Essa base definida é absurda.Num mar de um milhão de bloguistas devia haver espaço para mais diversidade de novidades,os membros não sabem tudo e além disso o objectivo principal desses projectos,era exactamente de conhecer mais autores existentes por aí...portanto,tinham de ser descartáveis por um bom motivo,pois esta lógica não representa nada deste blogo-mundo,são apenas pessoas que querem aumentar os seguidores.
Enquanto que a "Blogazine" é dirigida aos adolescentes,o público-alvo da "Inominável" são jovens-adultos pelas diferenças de abordagem.
A secção do consultório pouco sentimental chama a atenção pela idade da autora que expôs a dúvida:como é possível alguém na casa dos quarenta ser tão burro?Lá está o reflexo da dita geração antiga convencionalista!!!
Para já,os sites de traição são invenções deploráveis;segundo,se a porcaria do marido não está lá registado e é fiel,é um caso de louvar aos céus e por último,dedicação e prazer não é com os púdicos nem comodistas.
A parvalhona da pg.20 devia saber que os parceiros costumam procurar fora o que um deles não dá em casa e por outro lado,trair é falta de consideração e coisa de gente fraca e sem carácter.Quanto às dores de cabeça,são as típicas desculpas comuns bastante acentuadas nesta faixa etária para afastar os homens,logo tem uma parte da culpa se o tipo desiste de tentar.
Pena que nesta rúbrica só teve uma pérola...que venham mais para animar!
Na pg.25 as palavras cruzadas foram desnecessárias e a contracapa não é grande coisa.
A "Inominável" é uma revista em flash elaborada em tom humorístico e perde pela falta de títulos nas últimas páginas;uma é um conto e a outra é reservada para publicidade (o leitor que adivinhe).

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .