quarta-feira, 18 de junho de 2014

"Mais vale só que mal acompanhado"


Saudações,leitores do meu mundo!
Esta mensagem vai ser um balanço sobre as relações de amor e de amizade.
Como se sabe,quando uma pessoa não tem a sorte de conseguir arranjar um parceiro afectivo ideal,costuma-se usar a velha máxima do "mais vale só que mal acompanhado" mas então e na amizade,poderá se dizer o mesmo?
Nunca se ouviu em lado nenhum que quem não consegue ter amigos prestáveis,mais vale não ter ninguém...chega sempre um dia em que acaba e se revelam como são.
Ora bem,em primeiro lugar uma amizade duradoura não é muito diferente do compromisso sério;em segundo,é suposto ser um complemento da família e por último a base é a honestidade.
Quem conserva velhos amigos geralmente não são receptivos aos novos,outros têm amizades de ocasião,há quem entre e saia de qualquer maneira achando que é a melhor relação de confidencialidade,há quem colleccione,uns vêm por curiosidade,outros para usar e ainda há outros que permanecem porque querem ter mais vantagem.
Posto isto,pergunto:uma amizade continua a ter valor mesmo após tantas atrocidades?Não entendo até que ponto é aceitável considerar uma relação,ou agora também se anda a brincar ao faz-de-conta que é amigo e é-se obrigado a entrar no jogo só para não ficar sozinho?
Na amizade,assim como no amor,deve-se haver afinidades,confiança e respeito entre os membros;a mentira e os apêgos só prejudicam o coração.
Ouve-se constantemente a famosa expressão "se der,deu,se não der,não deu" ou seja,isto é a tradução absolutamente impressionante da quantidade de gente que não estão dispostas a lutarem por alguém ou a adquirir laços positivos...são daquele tipo que merecem morrer na solidão!!!
Actualmente poucos têm noção do que é amizade para o resto da vida,porque entre a teoria e a prática normalmente não há correspondência,e esta palavra de significado tão simples foi transformada em algo sujo e descartável.
Tal como foi referido anteriormente,as amizades de fachada são bastante comuns e fáceis de detectar,pois são sustentadas por alter-egos.
Portanto:relações sem futuro,amigos sem nada de útil a acrescentar,nível de paciência baixa,falta de segurança/conforto emocional e perspectivas de amizade irrealistas,são as definições que marcam os relacionamentos dos dias que correm.
Concluo com um outro provérbio:"amigo diligente é melhor que parente" que não tarda nada a se extinguir,infelizmente.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .