quinta-feira, 5 de junho de 2014

Amor vs. obsessão

Saudações!
O tema desta mensagem vai ser um pouco fora do habitual:vai-se esclarecer as diferenças entre amor e obsessão.
O amor é um sentimento impossível de ser descrito por aqueles que nunca tiveram experiência.
Os sintomas são:voltas na barriga,coração acelerado,muito entusiasmo,a cara fica naturalmente corada,os olhos brilham,atrapalha-se ao falar com essa pessoa e subitamente é como se a conhecêssemos há muito tempo,em termos psicológicos.
A partir daqui,já se torna complexo porque não se pede para acontecer,simplesmente vai fluindo intensamente como que por magia!
Amar é:ser atingido por uma chama ardente que desperta para os desejos mais escondidos,passa-se a gostar das qualidades e defeitos,ama-se e odeia-se sem saber porquê,planeia-se mentalmente o futuro,é nunca se fartar da voz,é ter afinidades,adorar o trabalho da pessoa,estar viciado em tudo o que ela faz e sobretudo sentir uma profunda atracção psíquica.(diz-se que é alma gémea) Até mesmo se for de uma parte só.(ah pois é,o amor é um mistério!)
A obsessão é perseguição e não tem nada a ver com amor!!!
A pessoa obsecada escolhe ter alguém na sua posse,procura os seus dados,vai obtendo pistas para se encontrar,tem imaginação fértil,invade o espaço pessoal e é considerada uma ameaça.
Sempre que ouço esta palavra,lembro do filme "Obsessed",em que uma mulher persegue o parceiro de Beyoncé,retratando muito bem  a obsessão.
O obsecado é uma pessoa doentia que "sufoca" a sanidade de outra,ou seja,é o sinónimo de ciumento.É um comportamento parasita que pode ser desencadeado tanto por uma necessidade extrema de atenção como por uma idealização de uma figura que nunca teve na vida,tomando-a como sua.
Já o amor é um combustível motivador que leva a fazer loucuras,um turbilhão que só os apaixonados e os desiludidos entendem.E se não houver loucuras,lamento imenso dizer isto mas não é amor:é apenas uma pessoa formatada para a conquista amorosa sem obstáculos,sofrimento e sem o prazer de um conjunto de emoções que nos torna humanos.
Portanto,jamais se deve misturar amor com obsessão,aliás,geralmente isso é dito por pura maldade.Os sentimentos estão claramente identificados!

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .