sexta-feira, 23 de maio de 2014

Acerca do inconformismo


Saudações sombrias!

Nesta mensagem,vai-se divagar acerca da forma em que o inconformismo passou a pertencer no dia-a-dia.
Ter uma visão crítica generalista,é para poucos.Remar contra a maré é praticamente considerado um acto revolucionário e nada fácil que só os corajosos sabem.
Uma vez,através das partilhas de estado de um perfil,descobri que as actualizações vinham de uma pessoa com estatuto.
O autor era um professor de neurociência,investigador e conferencista.Identifiquei plenamente na grande parte dos pensamentos que expunha.Ele publicitava cerca de 8 blogues na área em que ele trabalha e sobretudo,o mais importante:o livro.
A partir do momento em que se meteu o "manual do inconformista" ao barulho,passei a ficar duas vezes mais atenta.
Ora bem,antes de mais tinha achado que as ideias eram uma estratégia para se promover como escritor,o que não é certo de todo;em segundo,é tanta conversa fiada sobre a constante transformação da sociedade e do conhecimento que só interage pelo perfil,os blogues têm os comentários fechados;terceiro,quanto mais seguidores alcança,mais se reconhece e por último,é um velho revoltado.
Digo isto porque houve uma altura em que se falou que no nosso país os velhos são tratados como tal enquanto que em Inglaterra têm todo o respeito.A criatura bloqueou-me e a mensagem referia-se no fundo a nível profissional!!!
Isso é noutro país e a situação não foi contextualizada nem discernida para se ser claro na resposta,o que deu a entender que queria tratamento exclusivo e não vulgar.
Também escreve artigos científicos sobre a velhice,palavra muito abominada pelo próprio,pois é uma leve confissão de que odeia envelhecer.
Posto esta parte,saliento o estatuto.
Noto sempre que geralmente as pessoas só seguem os conselhos quando são provenientes de mais velhos ou de alguém influente,caso contrário,por melhor que seja,corre-se o risco de não ter efeito nenhum.
Este pensador global é um exemplo de como aproveitar a autoridade para ter mais vantagem sobre os menos favorecidos.
As lições que ele transmite são óptimas e úteis para a construção de um ambiente melhor e sobretudo para todos raciocinar.
Só quando há uma luta persistente contra doutrinas ultrapassadas é que ocorre a mudança de mentalidade e vale mais ainda quando há apoio,se não,tal como citado no início,não vai ser fácil ser diferente do "rebanho".
Resumindo:o inconformismo é um assunto pouco aberto e discutido.O tempo pede para adoptar outras perspectivas mais evoluídas e conscientes...já é hora de urgir.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .