quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

"Atirar areia para os olhos"

Saudações sombrias!
O tema de hoje vai ser acerca da criação de conteúdo.
Tenho lido em vários resultados dicas para atrair leitores mas que na verdade não servem de nada.
Nesta categoria,referi diversas vezes que os blogues populares são sempre os banais e onde se pode encontrar "oitenta" autores a falarem do mesmo.
Geralmente esses géneros de blogues são para "encher chouriços" pois um dia acabam por irem abandonando a blogosfera,ou então estão-se nas tintas para os leitores,dando sinais como:"se eu quiser eliminar,posso fazer já amanhã,isto não significa nada para mim";e outros que até se dão ao trabalho de fazerem a página do blogue para mais tarde usar a típica desculpa de que não têm tempo para responderem.É a tal procura desenfreada pelo aumento de seguidores e aprovação...bolas,é preciso ter uma lata do caraças!!!
Para além deste tipos,os de jornalismo,criatividade e especializados em criticarem destrutivamente outros blogues (integral ou ocasionalmente),também são concorridos.
Ora bem,se o público idolatra vazio verbal,não pode acusar os que nutrem ódio nem queixar que o querido autor deu desilusões porque eles têm um ego muito grande.
Quanto à qualidade,é um critério do qual a maioria dá pouca relevância:não adianta ser certinho se o que tem mais visibilidade são publicações lançadas espontaneamente com conteúdo aleatório.
Se os blogues especializados em um só tema são os que captam a atenção,é escusado dizer que quem não gosta,não lê porque é uma forma de "atirar areia para os olhos".
Os "baby-blogs" são semelhantes a um álbum de fotografias que acompanha o crescimento,só que por escrito.
Portanto,as dicas de criação de conteúdo deviam ser mais esclarecidas e associadas a factos.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .