quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Até sempre,Tagged

Saudações fantasmagóricas!
Como já estamos no ano novo,venho anunciar que cancelei a conta do Tagged.
Tinha criado em 2007,altura em que andava no secundário e só se falava nessa rede que era simplesmente um passatempo popular entre os jovens.
Quando aderi aquilo era uma loucura:havia um grande à vontade para dizer o que quisesse e mandar bitaites a quem quer que fosse,quem não gostava do que lia,apagava e as definições de privacidade eram melhores...foi uma descoberta fascinante;a actividade desenvolvida era divertida e criava-se elos com facilidade.
A partir do momento em que virou versão beta,os membros foram abandonando os perfis e eu deixei inactivo durante muito tempo.Quando regressei,o espaço tornou-se totalmente irreconhecível:interface a imitar o face,nome novo,inundação de perfis falsos,velhos a faltarem ao respeito aos mais novos,definições rascas,ataques em público e invasão de gente frustrada.
Na página inicial,aparecem actualizações de quem está fora da lista,ao invés de ser ao contrário.
Notei que escrever lá era inútil porque ninguém queria saber,nem fazia mais sentido continuar no meio de um antro de gente complexa e obscura.
Do ponto de vista geral:o engate era o conceito primordial das redes sociais,agora as plataformas de comunicação evoluíram muito,que até chegaram a ter este nome atribuído,pois é um serviço ao alcance de todos e quem ainda ficou com essa ideia,é muito limitado e superficial.
Para os que andam a par diariamente do mundo online,sabe que uma rede social (o face por exemplo) faz parte da vida de milhões de cibernautas,e através de fotografias e das actualizações de estado,pode-se obter inúmeras pistas sobre o que essa pessoa faz e como é;relembrando que o ambiente virtual reflecte em peso o comportamento real.
Não só serve como troca de informação,como é mencionado em diversos sítios,até na imprensa!
Voltando ao tema,desconfio que qualquer dia o facebook terá o mesmo fim,assim como a netjovens que depois de atingir o pico,extinguiu-se em poucos anos sem nenhuma explicação,o que também foi uma grande perda,pois o público é diferente de site para site.
Por outro lado,a boa disposição que fazia alguém esquecer os problemas da vida,deixou de existir e passou a reinar picardias e coisas de mau gosto,alguns dos motivos que leva os membros a não darem tanta importância a uma rede.
Sei que é desgastante vir diariamente e apanhar somente gente exibicionista e vazia,uma pessoa dispende energia mental a ler publicações que no fundo só valem para o proveito próprio ou para os círculos pessoais dos autores!(o que não era suposto)
Pode parecer parvo mas o hi5 deixou saudades das pessoas que conheci,dos primeiros contactos virtuais que tive,das sensações vividas,do espaço que aquilo proporcionou e do fenómeno viciante que era.Assim me despeço do famoso Hi5,o ponto de partida para o meu crescimento.
Adeus,até sempre Tagged.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .