sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Vozes de burro...

Quando se pertence a um partido político,ou se acredita que as finalidades são mesmo para marcarem a diferença,ou então vai-se acabar por ser vulgar e a prova disso é esta notícia (e esta do canil).
Eu acho isto uma loucura do tamanho do mundo.
Ora bem,a PAN lançou cartazes polémicos pelas ruas apelando à proibição do uso e abuso dos animais em circos e espectáculos.
Quer dizer:há algum tempo os defensores da causa animal protestaram por causa das condições dos animais num canil em Lisboa e agora surgem com esta indignação?
Os animais no circo deviam ser proibidos e os dos canis têm de ser bem tratados?Desculpem lá mas eles não estão a ser justos nem coerentes!
Não entendo como foram capazes de ter uma visão tão radical,pré-concebida e desprovida de informação...a seguir só falta lançar campanhas a favor do fecho de jardins zoológicos,zoomarines,oceanários,picadeiros e por aí fora,até chegar à área do entretenimento televisivo com o mesmo pretexto de que os animais têm de viver livremente e que não podem ser domesticados.
E mais tarde os activistas vão considerar crime o cão andar de trela!(que palhaçada que aqui vai!)
É impressionante como os ditos defensores acreditam haver maldade onde não existe!
Circo,é o que este partido está a fazer mas na verdade "Vozes de burro não chegam ao céu".

1 comentário:

AVOGI disse...

Minha MAiga ISILDA que o Menino Jesus te dê aquele presente há muito pedido e que tenhas um Feliz Natal
kis .=)

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .