segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Os portáteis e os vícios

Boa tarde!
O tema da mensagem de hoje são os portáteis e os vícios.
Muitos dizem que é preciso acabar com a vício de navegar na internet mas por outro lado, vendem portáteis.
É certo que ficar horas a fio navegando na net traz o isolamento social, a perca de contacto com a natureza e o convívio passa a ser feito exclusivamente atrás do ecrã.
Socializar virtualmente significa não ouvirmos as vozes nem vermos as emoções, porque temos o mundo na mão à distância de um clic e conversamos (e manipulamos) através do teclado e das trocas de imagens.
Dizem que se deve acabar com o vício da internet e em contrapartida fazem chats online,redes sociais (aqui então nem se fala da adesão!), fóruns e o famoso msn.
E como se não bastasse, foram inventar portáteis!!!
A partir do momento em que o portátil está entregue a uma pessoa, essa pessoa fica livre de fazer o que quer, pois é um computador e os computadores têm todos internet exploresr.
Muitos dizem que os portáteis são para fazer trabalhos...mas muitos têm portátil e arranjam uma desculpa para não entregarem trabalhos.
Eu não sei mas acho que essa teoria do acabar com o vício quer dizer o contrário,e podemos chegar a ter uma sociedade meio individualista...é que isto é semelhante ao das publicidades que fazem na televisão para todos aderirem à tv cabo e sei lá mais quê, e depois mostram trailers de certos filmes e outras coisas que captam a atenção para as pessoas ficarem coladas ao sofá.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .