segunda-feira, 21 de julho de 2014

Zangam-se as comadres...

Recentemente surgiu uma notícia em que Maria Vieira criticou a mãe de Ronaldo pelo livro que lançou.
É preciso ter muita coragem para dizer a verdade,sobretudo quando se é humorista,pois o público tem tendência a reagir mal a quem é do contra.
Bom,ela começa por fazer uma pergunta inteligente mas que perde por ser injusta e a seguir é que vem a piada do lançamento que sustenta a mensagem e que,certamente foi lançado pela janela afora e caiu na cabeça de alguém antes de ter sido apresentado.
A Maria salientou que ser mãe coragem são todas as que andam por aí,passam dificuldades financeiras e lutam pelo bem-estar dos filhos.
Depois citou o conselho que ela deixou às mães,numa resposta à jornalista:"elas que pensem bem,trabalhem,têm dois braços,porque a gente há uma altura de maus momentos mas acaba-se por ter um fim feliz!"
Sinceramente,essa velha javarda ingrata fez uma afirmação absolutamente básica e ridícula,como se estivesse a gozar com o comum dos mortais.Para além de ser analfabeta e entender pouco de mediatismo,vive dentro de uma bolha.
A gorda teve o fim que teve porque vive à custa do filho que conseguiu subir na vida e ser famoso internacionalmente,vendendo a sua imagem aos litros.É preciso ter muita sorte para ser um milionário (se for de família humilde);no mundo dos terráqueos,há ricos e pobres e cada qual tem de ser feliz como puder porque o dinheiro não é a única saída e se ele fosse pobre e anónimo,ela não estaria a exibir aquele orgulho e honrá-lo porque esta triste sociedade é caminhada para ser ambiciosa e não de valores morais!
Logo,a Maria Vieira tem razão:ela é uma oportunista.
Depois desta repercussão negativa da humorista,surgiu outra notícia:Kátia Aveiro responde ao comentário muito ofendida.
A balofa bimbalhona vai contra-atacando dizendo:"estava você a fazer viagens pelo mundo,a comer em hotéis para depois esfregar com livros na cara de quem luta e trabalha (...)".E além disso,prova falta de argumentos,no fundo foi para defendê-la porque superou um câncro.Portanto ela foi apanhada num momento sensível.
Posto esta parte,foquemos nos livros:neste país não há controlo editorial.
Tudo o que venha à rede,é peixe e histórias pessoais sempre lucram mais que outra qualquer,é esse o problema.As editoras deviam ter critério de selecção porque de um lado,toldam os verdadeiros escritores e do outro,por cada exemplar são milhares de tiragens que deviam ser seriamente repensadas por causa da quantidade de matéria-prima desperdiçada...são graves danos causados à natureza,produzidos na brincadeira que um dia pode-se esgotar!!!Um livro tem de ser de "ouro" e não como forma de ganhar protagonismo.
Voltando ao tema e resumindo,Kátia Aveiro sentiu-se atingida e com uma certa dose de inveja da vida de Maria Vieira XD.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .