terça-feira, 19 de abril de 2011

Eu e o facebook (2ªparte)

Boa tarde a todos os leitores!
Pois é,o meu drama com o facebook continua.Passando um bom tempo desde a última mensagem,voltei para confirmar que a rede está cheia de gente estranha.
Desta vez não são os atritos que estão em causa mas sim o egoísmo.
Eu até percebo que comentar pode ser embaraçoso mas as pessoas que tenho na minha lista nem sequer são capazes de retribuir o que lhes mando!!!
É tão frustrante estar numa rede onde não vejo relacionamentos e elos de ligação!
Também há outra parte do problema que é comum em todos os espaços:pessoas que dão importância às fotos do que o resto;é assim que se revela a superficialidade.
Eu sou do tipo que odeia repetir constantemente a mesma coisa porque os membros têm de aprender (tirando quem anda no engate) que as pessoas valem pelo conteúdo e não pelo físico.(mas até nisso já vi que muita gente é boa a falar do que em praticar)
E para terminar este tema melodramático,insignificante,sombrio e popular,acrescento ainda (a quem me chegar a ler),que não vou moralizar mais egos insuflados que navegam no facebook.

Podem respirar,nunca mais vou falar do FB.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .