quinta-feira, 2 de julho de 2009

Transição para uma nova etapa

Boa tarde!
Depois de uma longa ausência minha no blog, decidi vir lançar uma mensagem sobre cultura, influências e sobre o modo da transmissão da educação.
Agora que estou numa etapa muito decisiva para a minha vida, preciso de ler críticas em relação a quem tem famílias ou pais conservadores como eu própria, por exemplo.
Eu estou na idade em que é suposto viver a juventude e divertir mas isso está proibido para mim.
A minha mãe entende que conhecer pessoas da internet é igual a vadiar, mas não sabe o quanto bom isso traz para mim, não sabe os benefícios que pode dar e ainda por cima está a atrasar uma boa parte da minha vida.
A culpa é deles também por me terem deixado numa escola em que não vale nada e que á medida que o tempo foi passando, as coisas foram ficando cada vez mais decadentes: se os stôres são bons, a turma é uma merda e se a turma é agradável os stôres não valem nada! Foi sempre tudo ao contrário e fui crescendo em ambientes de transição e onde os trabalhos tinham que ser feitos da noite para o dia; e assim aprendi mal...e além disso o stress fez muito mal á memória.
Eu consigo aprender bem onde o ambiente é agradável e onde as coisas são controladas ( imagino um colégio) e assim acabei o 12º ano sem fazer amizade nenhuma, mas estou orgulhosa disso!
Na verdade, tal como tinha dito há muito tempo no blog, cresci numa família conservadora e os princípios que recebo são também antiquados, totalmente "homofóbicos" e repugnantes! Eu acredito que há coisas que se devem conservar e outras que se devem adaptar com as gerações, assim como com a mudança do tempo metereológico.
É por causa deste padrão de educação autoritária que me sinto como se fosse um fantasma, como se não existisse...sirvo só como uma figura...ninguém me pode alcançar,tenho de estar sempre no "topo" como os deuses do Olimpo...só me podem "ver" mas não me podem ter!
Há pessoas que têm mais sorte que outras quando dão "luta", eu também dou luta mas sou logo "condenada" como se tivesse matado alguém. Uma coisa tão simples como um encontro!!! As coisas não evoluem e eu continuo a permanecer na neutralidade.A educação é apreendida através da aprendizagem social, do meio interior e exterior e ainda das influências dos media. O ser humano é produto de uma cultura e ao mesmo tempo produtor de cultura.
É na diversidade que se encontra a unidade.
A sociedade está repleta de "clones", isto é, todos são rapidamente influenciáveis tanto em termos emocionais como em termos de estilo e a influência é igual a apanhar um contágio, mas esta é um contágio psicológico.
Concluíndo, poucos mantêm um modo de vida e um estilo independente, o que talvez faz como que haja poucas famílias e/ou pessoas conservadoras.

Sem comentários:

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .