domingo, 7 de setembro de 2008

O nosso último dia

Só apertando-te com muita força até te sufocares,dar um linguado muito longo e apaixonado como se fosse o nosso último dia é que poderei dizer que sou TUA,SÓ TUA E DE MAIS NINGUÉM!!!E depois tu acordarias dessa tua "cegueira" e verias que sou o teu verdadeiro amor e me entregarias como se fosse o nosso último dia. Eu iria-te abraçar exaustivamente até ficares sem fôlego,beijar e lamber o teu pescoço lentamente até sugar o teu sangue,"rasgar a tua carne até ficares um esqueleto e arrancar o teu coração",porque o que eu sinto por ti é mais que amor,é uma emoção,é uma vida inteira de carência...depois de ficarmos muitas horas a beijar-mos,finalmente acabaríamos por cair no chão e morríamos em paz!!!Nós vamo-nos continuar a amar na eternidade,nós somos mortais...porque se o mundo acabasse amanhã,eu morreria carente...por isso,o nosso último dia são todos os dias.
----------------------------------------------------------------------
Bem,para já isto que escrevi não tem nenhum propósito nem é dedicado a ninguém.É uma forma de eu me exprimir,porque da maneira como a realidade anda,a geração jovem dá pouca importância AO AMOR,SIM O AMOR VERDADEIRO,O PSICOLÓGICO!

1 comentário:

nuno rodrigues disse...

Blog interressante, texto giros, autora muito interressante, recomendo

"O discurso é o rosto do espírito." Séneca
"A vida é uma simples sombra que passa (...);é uma história contada por um idiota,cheia de ruído e de furor e que nada significa." William Shakespeare
"O homem que não tem vida interior é escravo do que o cerca" Henri Amiel
"É bom escrever porque reúne as duas alegrias: falar sozinho e falar a uma multidão" Cesare Pavese .